Experiência de Fé – Outubro 2021 – Luíza Oliveira

Experiência de Fé – Luíza Oliveira

“Antes de conhecer a Igreja Messiânica Mundial, reclamava mais do que agradecia, mas agora, através do Johrei, das dedicações, da leitura e prática dos Ensinamentos, passei a ter mais gratidão por tudo o que acontece na minha vida!”

Chamo-me Luíza Rodrigues Verli de Oliveira, tenho 15 anos e dedico no Núcleo de Johrei de Braga.

No início de 2019, mudei-me do Brasil para Portugal com a minha mãe e irmã. Tive bastante dificuldade de adaptação na escola, pois as matérias eram diferentes e bem mais difíceis. Tinha também muitas saudades do meu pai, por quem sou bastante apegada. Por todos estes motivos, sentia-me desanimada e desamparada, apesar de receber todo o apoio da minha mãe. Nada me corria bem, reclamava constantemente e passei a ter crises de ansiedade, que me deixavam ainda mais triste e deprimida.

A minha tia que já vivia em Braga e é membro da Igreja Messiânica Mundial, ao perceber o meu sofrimento, começou a ministrar-me Johrei em casa e a levar-me para dedicar junto com ela no Núcleo de Johrei. Muito rapidamente e para minha surpresa, deixei de ter aquela ansiedade e tristeza. Passei a sentir um incrível bem-estar e até disposição para estudar. Assim, melhorei bastante na escola, o que me deixou muito mais animada! Gostei tanto de receber Johrei e de participar nas atividades messiânicas, que passei a tomar a iniciativa de lhe perguntar quando havia novamente dedicação no Núcleo!

Pouco tempo depois, devido à pandemia, as reuniões do Núcleo de Johrei foram suspensas e comecei a participar nos estudos de Ensinamentos e Cultos online.

Entretanto, em julho de 2020, a minha tia e família mudaram-se para o sul do país e com o desejo de conhecer uma nova região, acabei por ir com eles. Fiz a matrícula numa escola e, no início, tudo corria bem. Contudo, com o passar do tempo, voltei a sentir novamente ansiedade e tristeza. Além de ter saudades da minha mãe e irmã, também sentia falta das dedicações semanais, dos estudos de Ensinamentos, dos Cultos, do convívio que tinha no Núcleo, apesar de receber Johrei frequentemente dos meus tios.

Por isso, no término do ano letivo, regressei a casa da minha mãe e voltei a participar em todas as atividades do Núcleo de Johrei de Braga, inclusive, na horta caseira. Passei a ler, em média, 30 minutos por dia os Ensinamentos de Deus revelados a Meishu-Sama e assim, aprendi que precisava de desenvolver o meu sentimento de gratidão, inclusive, pelas situações difíceis do dia a dia. Em pouco tempo, o meu estado de espírito melhorou novamente e comuniquei ao Ministro a minha decisão de receber o Ohikari – Medalha da Luz Divina. Já tive a permissão de levar a minha mãe ao Núcleo de Johrei e pretendo encaminhar muitas mais pessoas!

No início de setembro, intensifiquei a formação para a Outorga do Ohikari e participei também no estudo de preparação para o Culto Anual pela Salvação dos Antepassados. Um dos objetivos que criei, foi de me tornar no “número um na felicidade de alguém”, como nos orientou o nosso Presidente, Reverendo Carlos Eduardo Luciow, no Culto Mensal de Agradecimento de Setembro da Sede Central. Nessa mesma semana e de forma inesperada, a minha professora de Português, abordou na aula o tema “religião”. Perguntou-nos qual a nossa religião e quando chegou a minha vez, falei sobre a Igreja Messiânica Mundial, as Orações, o Johrei, etc. Tanto ela como os meus colegas, ficaram admirados, pois nunca tinham ouvido falar a respeito. A minha professora ficou muito interessada e fez-me várias perguntas. Na aula seguinte, levei Flores de Luz e o Boletim Informativo e ela disse-me que gostaria de conhecer a Igreja. Fiquei muito feliz e senti que realmente, quando determinámos tornar-nos “o número um na felicidade de alguém”, Deus, Meishu-Sama e os nossos Antepassados criam as condições favoráveis para que isso se torne possível. Até dia 1 de novembro, pretendo encaminhá-la ao Núcleo de Johrei de Braga para que ela também se torne feliz, tal como me senti quando fui convidada pela minha tia!

No final de setembro, com muita felicidade e emoção, tive a permissão de receber o Ohikari, com o desejo sincero de ministrar o máximo de Johrei às pessoas à minha volta!

Antes de conhecer a Igreja Messiânica Mundial, reclamava mais do que agradecia, mas agora, através do Johrei, das dedicações, da leitura e prática dos Ensinamentos, passei a ter mais gratidão por tudo o que acontece na minha vida!

Aprendi também que, quanto mais agradecia, mais coisas boas me aconteciam! Comecei a olhar a vida de outra forma e a confiar no Plano de Deus. Estou muito feliz e entusiasmada por fazer parte da Obra Divina e desejo ser útil na concretização do Seu plano.

Quero agradecer, em primeiro lugar, a Deus e Meishu-Sama, por hoje ser uma jovem feliz e saudável! Agradeço também muito à minha mãe que sempre me apoiou, aos meus tios que me encaminharam à Fé Messiânica, ao Ministro pelas orientações recebidas e aos membros de Braga por todo o carinho com que me receberam.

Muito obrigada!

Comentários não disponíveis.