Ensinamento do Mês – Abril 2020

ENSINAMENTO DE MEISHU-SAMA

NÃO HÁ NECESSIDADE DE TEMER AS DOENÇAS CONTAGIOSAS

À medida que entramos no verão, vários tipos de doenças contagiosas surgem umas atrás das outras e as autoridades empenham-se desesperadamente na instituição de medidas de prevenção, mas, do nosso ponto de vista, isto é lamentável, porque a medicina não compreende o seu princípio. Se compreendessem, além de estarem livres de preocupações, iriam entender que ao contrair uma doença contagiosa, passariam a ter mais saúde. A maior prova disso está no facto de que, após a cura de uma doença, por um período, esta não só não ocorre, como também nos tornamos imunes para o resto da vida e sempre mais sadios.

Falando assim, creio que as pessoas da atualidade absolutamente não vão acreditar, mas sendo a Verdade, não há o que fazer. Por esse motivo, vou tentar escrever detalhadamente de modo que, qualquer pessoa venha a concordar comigo.

Em primeiro lugar, a doença contagiosa é um processo de purificação que ocorre de forma muito rápida e não há nada melhor do que ela, isto porque, o sangue das pessoas da atualidade está muito sujo. Como sempre tenho dito, a sua causa deve-se à introdução indiscriminada de remédios no organismo.

Originariamente, os remédios são toxinas. Essas toxinas são absorvidas pelo sangue e a pessoa passa a ter sangue impuro. Como as pessoas de sangue impuro são fracas e contraem doenças com facilidade, a Natureza cria o processo de purificação para eliminar essas impurezas. Realmente, o corpo humano foi criado de forma perfeita. No entanto, é interessante, pois o processo de eliminação de tais impurezas é feito pelo surgimento de bactérias, que são os micro-organismos que têm esta função. Isto é, as bactérias reproduzem-se alimentando-se das partículas de impurezas; portanto, as impurezas do sangue tornam-se o alimento das bactérias. Assim sendo, ao invés de ser um processo de proliferação de bactérias, é um processo de eliminação de toxinas.

Conforme exposto acima, o processo de purificação não acontece somente nos seres humanos. Todas as coisas sobre a Terra passam por semelhante processo e este é um princípio geral. Ou seja, as tempestades e os incêndios causados por raios também são atividades purificadoras do espaço. As guerras, os incêndios e as cheias também são a mesma coisa.

Consequentemente, se o sangue do corpo humano fica impuro, surge a purificação porque é um processo fisiológico natural. Por isso, para não contrair doenças contagiosas não suje o sangue. É muito fácil tornar puro o sangue de uma pessoa: basta não usar remédios. Isto porque a natureza encarrega-se de produzir tudo aquilo que é necessário à vida do homem. Os cereais, as verduras, as carnes, a água, etc., são exemplos disso. Portanto, ingerindo-os, não deveria contrair doenças. O facto de cada alimento possuir o seu próprio sabor significa que devemos alimentar o nosso corpo com esses produtos.

Não sei como caíram no erro, mas começaram a ingerir remédios considerando-os benéficos. Creio que puderam compreender o quanto isso vai contra a Natureza. Além do mais, interpretam de forma negativa o esplêndido processo de purificação, interrompendo-o temporariamente através de um produto tóxico chamado remédio. Esse método vem a ser o tratamento médico e por isso, não há nada mais errado.

Se compreenderem o princípio acima, não há porque temer as doenças contagiosas, pois são necessárias para a saúde.

O Johrei é o poder de Deus capaz de eliminar as impurezas do sangue, que vem a ser o alimento das bactérias; este é o significado do Johrei da nossa Igreja. Assim sendo, por mais que haja proliferação infecciosa, as bactérias, sem os alimentos, desaparecem naturalmente. Acredito que puderam compreender que este é o método fundamental de prevenção de doenças contagiosas.

Jornal Eiko nº 164
9 de julho de 1952

Comentários não disponíveis.