Um perfeito modelo de Paraíso

Seguindo o exemplo da natureza, onde tudo se desenvolve a partir de uma pequena forma ou de um pequeno modelo, Meishu-Sama (1882-1955) iniciou, em 1945, no Japão, com a colaboração dos membros pioneiros da sua época, a construção de protótipos do Paraíso Terrestre, os quais chamou de Solos Sagrados. Estes locais caracterizam-se pela harmonia entre a beleza natural e a beleza criada pelo homem. O objetivo de Meishu-Sama era deixar para a humanidade a base para a construção de um Mundo Ideal, consubstanciado na Verdade, Bem e Belo.

Ele estabeleceu-os nas cidades de Hakone, Atami e Kyoto, no Japão, objectivando que, a partir deles, outros modelos pudessem ser construídos ao redor do mundo, como uma pedrinha que se atira a um lago e vai formando círculos de pequenas ondas até chegar às margens. Segundo Meishu-Sama, Hakone representa o Fogo, Atami a Água e Kyoto a Terra.

Além do Japão, existem dois Solos Sagrados que foram construídos pelas mãos dos seus próprios membros, movidos pelo ideal do seu Mestre. No Brasil, situa-se às margens da represa de Guarapiranga, em São Paulo, e foi inaugurado em 1995. Na Tailândia, situa-se em Saraburi e foi inaugurado em 1998. Existe a previsão da construção de mais um Solo Sagrado no continente africano, na cidade de Cacuacu.

Solo Sagrado de Hakone: Shinsen-kyo (Terra Divina)

Solo Sagrado de Atami: Zuiun-kyo (Terra Celestial)

Solo Sagrado de Kyoto: Heian-kyo (Terra da Tranquilidade)

Fora do Japão existem os seguintes Solos Sagrados:

Solo Sagrado de Guarapiranga – Brasil

Solo Sagrado de Saraburi – Tailândia

Futuro Solo Sagrado de Cachaço – Angola