Meishu-Sama - Mokiti Okada - Fundador da Igreja Messiânica Mundial

A Igreja Messiânica Mundial foi fundada no Japão no dia 1 de Janeiro de 1935 por Mokiti Okada, chamado, pelos messiânicos de Meishu-Sama, que, em português quer dizer “Senhor da Luz”.

Meishu-Sama fez estudos sobre religião, filosofia, sobre as leis da natureza, etc., para conseguir encontrar uma solução para os problemas que afligem a humanidade, como as da doença, da pobreza e do conflito. Essas respostas, Ele as escreveu nos seus numerosos ensinamentos, teses e poemas.

No campo, artístico, ele dedicou-se à pintura, e a colecionar um grande número de obras de arte as quais, algumas, são inclusive consideradas património da humanidade. Estas obras podem ser encontradas, nos museus de Belas Artes de Hakone e Atami, situados em lugares concebidos com o ideal de se tornarem Protótipos do Paraíso Terrestre. Ainda no campo artístico, Ele dedicava-se também à arte do Ikebana (arte floral japonesa), inspirando o surgimento de um novo estilo: Ikebana Sanguetsu (montanha e lua).

Através dos seus estudos sobre as leis da natureza, e sob revelação Divina, foi levado a criar o método da Agricultura Natural.

Os Seus Ensinamentos estão em perfeito acordo com as Leis da Natureza, e podem ser praticados por qualquer pessoa que queira participar na construção de um mundo melhor para a Humanidade.

A Igreja Messiânica Mundial de Portugal, foi instituída a 23 de Dezembro de 1977 na qualidade de Associação Religiosa. No ano de 2008, ao abrigo da Lei da Liberdade Religiosa (Lei nº 16/2001, de 22 de Junho) adquiriu o estatuto de religião reconhecida pelo Estado Português.