A Ikebana é a arte japonesa de composições florais. A Ikebana do estilo Sanguetsu (Montanha e Lua), serve não somente para adornar o ambiente, mas acima de tudo para equilibrar a mente acalmar os sentimentos e enobrecer o carácter tanto da pessoa que compõe como da que o aprecia.

O seu aprendizado não depende de uma habilidade peculiar, mas sim do sentimento com que é praticada.

A Ikebana, já existia na Índia e na China por volta do século VI mas a sua grande expansão deu-se dentro de um ambiente religioso no Japão nos séculos XIV e XV. É uma arte que se liga à meditação, sendo usada pelos Samurais antes de irem para as batalhas, para se concentrarem e manterem o autocontrolo.

A sua prática, ensina-nos a eliminar as coisas supérfluas, não só no arranjo floral, como também na nossa mente, consequentemente, aumenta a nossa capacidade de síntese. Deste modo ela aumenta também a criatividade, a harmonia e diminui o stress.

Mesmo usando o mesmo material, é infinita a possibilidade de composições que podem ser observadas pelos participantes das aulas. Isto por que cada composição reflete a personalidade e estado de espírito da pessoa que a realiza.