Experiência de Fé – Maio 2020

Experiência de Fé – Ramona Carneiro da Cunha

“Estou muito emocionada de sentir que os nossos Antepassados: os meus, do meu marido e da minha vizinha, estão a receber a Luz de Deus e Meishu-Sama!”

Chamo-me Ramona Carneiro da Cunha, sou membro há 25 anos e dedico no Johrei Center de Barcelona – Espanha.

Sou brasileira de Recife, moro há 5 anos numa pequena povoação de montanha na região de Barcelona e sou casada com um catalão há 4 anos.

Ao vir morar para cá, deixei de me sentir tão atuante na Fé Messiânica, como acontecia no Brasil, que dedicava intensamente. No entanto, sempre tive o desejo de voltar a ser a dedicante que já fui em tempos.

Algumas vezes, preparei Flores de Luz para distribuir aqui na povoação e também na cidade vizinha, em lojas, supermercados e bancos. Mesmo assim, quase não ministrava Johrei; nem no meu marido, não fazia auto-Johrei e nem oferecia a ninguém. Durante esse tempo todo, cerca de 4 anos, só tinha oferecido a uma vizinha que tinha algumas dores, que se curou com o Johrei e sempre comentava com as pessoas o que se tinha passado com ela. No entanto, continuava na minha zona de conforto. Às vezes, ia aos Cultos em Barcelona, fazia o meu donativo de gratidão mensal, mas sabia que ainda não era o suficiente.

Por incrível que pareça, quando começou o confinamento, iniciou-se a minha mudança gradualmente. Comecei a participar, diariamente, pela internet, dos Cultos Matinal e Vesperal realizados na Sede Central de Portugal e com isso já foi um bom começo. O meu marido, que não é membro, mas como está em casa comigo, acabava por assistir também aos Cultos. Depois de uma semana, para meu espanto, pediu-me Johrei! Foi uma grande surpresa, fiquei tão feliz e grata!

A partir daí, senti-me motivada e desejei ministrar pelo menos outro Johrei, mas a quem?! Um dia, de repente, fui levada a ir à janela do meu quarto e vi que passava a vizinha do lado, que é catalã; sem pensar duas vezes, chamei-a; expliquei-lhe de uma forma simples o que pretendia e ela aceitou prontamente. Comecei a transmitir Johrei ali da janela do meu quarto e ela no seu jardim. Durante esses breves minutos, lembrei-me do seu marido, já falecido. No ano passado, ela tinha-me dado o nome dele num papel, para que eu o colocasse na lista do Culto Anual pelos Antepassados do dia 2 de novembro. Fiquei feliz e grata naquele instante por me ter lembrado dele.

Assim que o Johrei terminou, a minha vizinha sentiu-se bem e foi feliz para dentro de sua casa. Eu fiquei mais feliz ainda, pela oportunidade de conseguir ministrar Johrei a uma pessoa de primeira vez, ainda para mais nestas circunstâncias, e nesse momento, senti uma forte vontade de materializar a minha gratidão. Fui a uma pasta buscar o envelope e assim que a abri, caiu o tal papel com o nome do marido da vizinha, a quem tinha acabado de ministrar Johrei! Fiquei sem palavras! Senti nesse momento, a incrível atuação do Mundo Espiritual e dos Antepassados! Estou muito emocionada por sentir que os nossos Antepassados: meus, do meu marido e da minha vizinha, estão a receber a Luz de Deus e Meishu-Sama!

Tenho o compromisso renovado de, diariamente, assistir aos Cultos Matinal e Vesperal da Sede Central de Portugal, ler os Ensinamentos de Meishu-Sama, ministrar 3 Johrei (no meu marido, na minha vizinha e auto-Johrei) e materializar o donativo diário, algo que também tinha deixado de fazer.

Os dias têm sido muito mais tranquilos. Retomar estas práticas da fé diariamente, tem sido como voltar ao meu sentimento inicial, de quando conheci Meishu-Sama!

Agradeço a Deus, a Meishu-Sama, aos meus Antepassados por esta maravilhosa graça que recebi. Agradeço também ao meu marido e à minha vizinha pela oportunidade de lhes ser útil.

Muito obrigada!

Comentários não disponíveis.