Experiência de Fé – Janeiro 2017

Experiência de Fé – João Carlos Lopes da Silva

“Apenas rezar e pedir não basta, é preciso efetivamente servir à Obra Divina, fazendo as pessoas felizes!”

Chamo-me João Carlos Lopes da Silva, trabalho em Guimarães, vivo em Santo Tirso e sou membro do Núcleo de Johrei de Gaia.

Sou membro desde 2013, quando tive grande mudança na minha vida. Na altura em que conheci a Igreja Messiânica, estava com muitos problemas financeiros e com a dedicação regular, esses problemas desapareceram por completo.

As coisas estavam indo bem e com tanto trabalho, somado a mudança da Igreja para o Porto, acabamos nos descuidando e aos poucos, em 2016, eu e minha mulher, paramos com nossas dedicações.

Passado pouco tempo, voltamos outra vez a ter problemas financeiros e simultaneamente, eu e minha mulher, que sempre nos relacionamos muito bem, começamos a ter desentendimentos. A Ministra, alertou-me algumas vezes sobre a importância da dedicação e do donativo de gratidão, mas mesmo assim, não sentia mais vontade alguma de praticar. Por vezes, até a minha mulher me chamava a atenção de que estávamos outra vez com problemas financeiros, porque não estávamos a dedicar.

Em setembro de 2016, a minha situação chegou ao extremo. O meu café restaurante, passou a ter pouca clientela e consequentemente começaram a aparecer grandes dívidas. Neste mesmo mês, tive um prejuízo de 8 mil euros, coisa que nunca me tinha acontecido. Para além do café restaurante, faço vendas de outros artigos que também não corriam nada bem.

Nesse momento de angústia e preocupação, resolvi finalmente ouvir a minha mulher e lembrei-me de ligar à pessoa que nos encaminhou, a qual me disse para pedir orientação a Ministra e voltar a dedicar como fazia antigamente!

Na primeira semana de dezembro, volto à Igreja junto com a minha mulher e passamos a dedicar semanalmente e a fazer os nossos donativos de gratidão. A primeira e imediata mudança foi um melhor entendimento com a minha mulher! Seguidamente, senti os negócios a correrem melhor e voltei a ter mais clientes! Só para exemplificar, no tempo em que estive a escrever esta experiência com a Ministra, recebi 4 grandes reservas para almoços e jantares!

Nessas dedicações semanais que realizamos, ministramos e recebemos Johrei e dedicamos na limpeza. Numa dessas oportunidades, a Ministra me orientou a dedicar no meu café através da limpeza do passeio em frente, com o objetivo de fazer feliz a quem passasse. Eu tinha o mau hábito de varrer o café e deitar o lixo na calçada. Ao colocar em pratica a orientação recebida, percebo o ambiente do nosso estabelecimento com outra alegria, motivação e os clientes começaram a regressar. Minha mulher recebeu como tarefa fazer Flores de Luz, para distribuir aos clientes.

Neste momento, eu e minha mulher nos sentimos muito melhor, mais felizes e realizados.

Ao passarmos por toda esta experiência, nunca pensamos que fosse um castigo de Deus por termos parado de dedicar, mas sim, uma chamada de atenção, o amor de Deus e de nossos antepassados, desejando que voltássemos à nossa missão; ao Caminho da Fé. Apesar de nunca ter deixado de orar diariamente a Deus e a Meishu-Sama, mesmo no período em que deixei de dedicar, aprendi que apenas rezar e pedir não basta, é preciso efetivamente servir à Obra Divina, fazendo as pessoas felizes, onde quer que estejamos.

Assumimos o compromisso de semanalmente dedicar na Igreja e a realizar o donativo mensal, juntamente com o desejo de encaminhar as muitas pessoas que nos procuram.

Agradecemos a Deus e a Meishu-Sama por mais este milagre!

Comentários não disponíveis.