Experiência de Fé – Agosto 2017

Experiência de Fé – Karla Regina Ferreira Diniz Caiado

“Devemos sempre realizar uma profunda reflexão e analisar a nossa fé, principalmente, nos momentos em que nos encontramos em maiores dificuldades.”

Experiência de Fé - Agosto 2017

Chamo-me Karla Regina Ferreira Diniz Caiado, sou messiânica há 12 anos e dedico como missionária na região do Algarve.

Gostaria de relatar uma experiência sobre a importância da prática da leitura do material Izunome Dayori no meu dia-a-dia.

Há algum tempo atrás, fui orientada a fazer difusão do Johrei porta em porta. Tentei por algumas vezes fazê-la sozinha, mas justificava-me sempre para não o fazer, dizendo que ao convidar pessoas, elas não podiam participar, etc. Assim, pouco a pouco, fui desanimando até deixar de praticar.

Toda esta desmotivação passou a refletir-se também no meu local de trabalho. Cada vez que ia trabalhar, o meu turno tornava-se insuportável, havendo dias em que as utentes quase se agrediam fisicamente. Todo este cenário deixava-me para baixo e assim passei a buscar outras oportunidades de emprego, mas sem sucesso.

Sempre tive o hábito de fazer limpeza espiritual no meu local de trabalho, levando Flores de Luz com o objetivo de fazer as pessoas felizes, mas estando desmotivada, deixei de o fazer.

Foi aí que num determinado dia, levei um grande susto. A conduzir, fui abordada por um policia pois estava a falar ao telemóvel. Ao falar com ele, pedi-lhe desculpas e para minha surpresa, o policia deixou-me ir embora. Aí pensei: “Meu Deus, tive mesmo sorte!” Como estava na correria do dia-a-dia, nem mentalizei uma gratidão a Deus, pois se tivesse sido multada, ficaria logo sem a carta, uma vez que a tirei recentemente.

Passadas algumas horas, despistei-me numa estrada com grande movimento, ficando com o carro em contramão. Foi um grande susto, mas por milagre, nessa hora não apareceu nenhum outro carro. Retornei imediatamente para casa e tive uma intensa crise de choro. Nesse momento, pedi ao meu marido para me ministrar Johrei e comecei a questionar-me sobre a minha postura na fé e sobre o meu sentimento de gratidão para com o Supremo Deus. Pedindo perdão a Deus e definindo o valor da minha gratidão, percebi diante desses factos, uma grande oportunidade de realinhar o meu Sonen com a Vontade Divina.

A partir daí, iniciei a prática da leitura diária do material Izunome Dayori, em conjunto com o meu marido e passei a sentir uma grande alegria no meu coração, além de entusiasmo para dedicar.

Defini algumas dedicações de Difusão de porta em porta, e desta vez, surpreendentemente, os membros puderam comparecer na dedicação, naturalmente. Até agora, já realizámos três vezes esta atividade, sempre numa atmosfera com muita alegria e descontração. No total, já distribuímos 62 flores de luz, conseguindo ministrar Johrei a 14 pessoas de 1ª vez.

O mais gratificante é que com esta prática descobri o caminho de retorno ao paraíso existente dentro do meu interior. Fui-me sentindo muito bem e motivada para dedicar novamente com mais fervor.

Nessa mesma semana, recebi um telefonema de uma entrevista de emprego da qual já nem imaginava ser contactada. A senhora informou-me que tinha sido selecionada, mas que tinha havido uma demora na comunicação por parte dos respetivos diretores da empresa. Esta era a instituição que sempre desejei trabalhar desde que cheguei a Portugal.

Graças a essa experiência, pude aprender que devemos sempre realizar uma profunda reflexão e analisar a nossa fé, principalmente, nos momentos em que nos encontramos em maiores dificuldades. Nesta situação, o apego aos meus objetivos era maior do que o comprometimento para com a Obra de Divina. Descobrir isto, foi motivo de realizar, mais uma vez, um donativo especial de gratidão do meu primeiro ordenado deste novo trabalho.

Juntamente com as práticas básicas do meu dia-a-dia, o meu compromisso é continuar o estudo das palavras de Kyoshu-Sama e procurar a todo instante este caminho de retorno ao paraíso existente no meu interior, para nascer de novo, como um verdadeiro filho de Deus.

Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus Antepassados por esta maravilhosa experiência.

Muito obrigada!

Comentários não disponíveis.