Ensinamento do Mês – Julho 2020

ENSINAMENTO DE MEISHU-SAMA

O QUE É A IGREJA MESSIÂNICA MUNDIAL

A Igreja Messiânica Mundial tem por finalidade o advento do Paraíso Terrestre, criando e difundindo uma cultura religiosa que se desenvolva lado a lado com o progresso da cultura material.

Não há dúvida de que Paraíso Terrestre é uma expressão que se refere ao mundo ideal, onde não existe doença, pobreza nem conflito. O Mundo de Miroku anunciado por Sakyamuni, a chegada do Reino dos Céus profetizada por Jesus Cristo, o Mundo de Serenidade e Paz proclamado por Nitchiren (1222-1282) e o Pedestal do Néctar idealizado pela religião Tenri, têm o mesmo significado que o Paraíso Terrestre pregado por nós. Entretanto, há diferenças em relação à indicação do tempo, já que os religiosos acima mencionados não se referiram a ele. Porém, cheguei à conclusão de que estamos muito próximos deste momento. E o que significa isto? É a hora da Destruição da Lei prevista por Sakyamuni e do Fim do Mundo ou Juízo Final, profetizado por Jesus Cristo.

A humanidade seria realmente feliz, caso o Paraíso Terrestre fosse estabelecido sem que nada precisasse ser mudado. Antes, porém, é indispensável haver um acerto de contas neste velho mundo para a construção de um mundo novo e ideal. É tal e qual como demolir o prédio velho, limpando-se o terreno para a construção do novo edifício. Naturalmente, existem muitos materiais que podem ser reaproveitados. Certamente, esta seleção será feita por Deus. Eis a razão pela qual é importante que o Homem se torne útil para o novo mundo que está por vir.

Ultrapassar a grande fase de transição, significa ser aprovado no exame divino e a Fé é o único caminho para obtermos tal aprovação. Gostaria de falar mais sobre o assunto.

Pelo que foi exposto acima, a qualificação para o Homem ultrapassar essa grande fase de transição, é ter plenas condições de viver num mundo isento de doença, pobreza e conflito. Isto é, ser livre de doenças, estar liberto dos sofrimentos da pobreza, amar a paz detestando o conflito. Deus resguardará aqueles que tiverem essas três grandes qualificações e deles se utilizará, como entes preciosos, no mundo que vai surgir. Acredito que, certamente, não há discordância entre os desígnios de Deus e os ideais do ser humano. Por este motivo, existem métodos que permitem o estabelecimento das condições requeridas e a nossa Igreja procura orientar as pessoas neste sentido através das bênçãos de Deus.

5 de setembro de 1948

Comentários não disponíveis.