Culto Mensal de Agradecimento – Sede Central – Março 2018

PALESTRA DO PRESIDENTE DA IGREJA MESSIÂNICA MUNDIAL DE PORTUGAL

REV. CARLOS EDUARDO LUCIOW – MARÇO 2018

Bom dia a todos!
(Bom dia!)
Os senhores estão a passar bem?
(Graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama!)
Graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama!

Quero começar as minhas palavras por agradecer a todos os senhores a vossa sincera dedicação que nos permite, cada vez mais, expandir a Obra de Deus e do Messias Meishu-Sama aqui em Portugal. Muito obrigado!

Também gostaria de fazer um agradecimento especial aos dedicantes que durante este mês participaram das obras. Não sei se os senhores notaram, mas aqui na frente das casas de banho foi aberto um canal que vai até lá fora e depois até à rua onde foi colocado um novo tubo de esgoto, para evitar que acontecesse o que aconteceu no mês passado, de alagar. Porque as casas de banho eram novas, mas o tubo que escoava era velho e fino. Deste modo, só podia ter dado no que deu! Mas desta vez foi colocado um tubo de vinte e cinco centímetros e o problema está resolvido. Além disso, também foram colocados corrimões lá fora para ajudar as pessoas a subir. Por isso é muito importante receber dos senhores todas as sugestões, as críticas construtivas, daquilo que podemos melhorar, para servi-los melhor. Por favor, tudo o que desejarem comuniquem, que pouco a pouco, vamos resolver cada situação. Obrigado!

Quem está a vir hoje pela primeira vez à nossa Igreja, pode levantar a mão? (Palmas)

Sejam bem-vindos!

E quem está a vir hoje pela primeira vez para conhecer esta nova Sede Central, pode levantar a mão? Muito bem-vindos também!(Palmas)

Visitaram as instalações? Gostaram? Ainda não? Ah, então ainda há tempo. Por favor, depois com calma, quem sabe, até pedindo ajuda aos ministros para vos acompanhar, explicar cada lugar, lá fora, etc. aproveitem bem esta oportunidade. E que seja a primeira de muitas outras visitas.

Estamos também hoje a receber membros das seguintes unidades: Margem Sul, Lisboa, Amadora-Sintra, Amarante, Lixa, Porto, Gaia e, naturalmente, Aveiro e Coimbra. Sejam todos muito bem-vindos à Sede Central. (Palmas)

Do dia 23 ao dia 27 de fevereiro, visitei o Johrei Center de Lisboa, Margem Sul, Oeiras-Cascais e Amadora-Sintra, onde tive a permissão de transmitir Johrei aos membros em purificação e participei dos dois Cultos pelos Antepassados. Também visitei os Núcleos de Johrei e fizemos reuniões no Núcleo do Marquês e no Núcleo de Vila Franca de Xira. Fizemos reunião com os professores de Ikebana e com os ministros. Depois disso, visitei casas de membros em Cascais e visitei os Núcleos de Setúbal e Almada. Em Amadora-Sintra, tive a permissão de visitar a casa de três membros. Agradeço a atenção e o carinho com que eu fui recebido, como sempre. É uma oportunidade muito importante para mim, poder visitar as casas, os Núcleos, as Unidades Religiosas, mesmo aquelas menores, periféricas, mas não por isso menos importantes, muito pelo contrário!

É a visitar as realidades locais, que conseguimos ter uma perceção verdadeira da situação e também posso ouvir diretamente o que é que os membros falam. Porque se eu ficasse sentado só na Sede Central a ouvir o relatório dos ministros, eu ia achar que estava tudo maravilhosamente bem. Porque eles só relatam o que está bem, não é? (Risos). Ninguém chega à reunião: “Olha, o Núcleo, o Johrei Center está muito fraco”. (Risos) Não falam! Chegam lá e dizem: “Está tudo bem… Crescendo…” Mas quando vamos lá, vemos com os próprios olhos. Na minha terra diz-se assim: “O gado engorda no olho do dono.” (Risos) Mas é muito gostoso ter esse contato pessoal, direto com as pessoas. Come-se junto, confraterniza-se, fala-se de assuntos sérios, mas depois também se ri, enfim, é uma grande permissão ter esse contato humano, pessoal, com cada membro. Além disso, ajuda-me a ter a visualização, para depois, quando faço as minhas orações, ser mais fácil fazer a Prática do Sonen e rezar pelos membros e frequentadores. Muito obrigado pelo carinho dos senhores ao longo do ano, cada mês num local diferente. Espero poder ter a permissão de continuar a ter esses contatos com todos os senhores. Muito obrigado! (Palmas)

Gostaria de comunicar que nos dias 24 e 25 de março, o último fim-de-semana deste mês, vamos fazer, como de costume, o Seminário Nacional de Preparação para o Culto do Paraíso Terrestre, que é um seminário muito importante! Infelizmente com vagas limitadas, por causa de questões como o alojamento, etc. Para que o maior número de pessoas possa, especialmente os missionários, se preparar para esse importante Culto Especial, que é um dos Cultos mais importantes da nossa Igreja; o Culto do Paraíso Terrestre, que comemora a revelação que Meishu-Sama teve no dia 15 de junho de 1931. A partir daquela revelação é que nasceu a Igreja Messiânica Mundial. Por favor, contatem os seus ministros para se inscreverem desde já!

Gostaria de pedir desculpas aos senhores pela impressão do Boletim do mês de janeiro, que infelizmente saiu muito mal. Muito manchado, muito feio, muito riscado, as fotos, etc. Não acharam? (Sim) Fiquei muito envergonhado perante Meishu-Sama, de termos distribuído um Boletim com aquela gráfica malfeita, apesar do elevado conteúdo espiritual. Meishu-Sama, era muito rigoroso, muito meticuloso também com a aparência, que devia ser sempre bela. A prova disto está na forma como ele construiu os Solos Sagrados; ele sempre queria que tudo fosse feito da melhor forma. Assim, eu assumo a responsabilidade, peço desculpas aos senhores e a partir deste mês, para oferecer o melhor, os Boletins Informativos da IMMP serão, para sempre, impressos a cores e bonitos! (Palmas) Parabéns aos senhores! Para que os senhores possam receber algo à altura de Meishu-Sama! Que se sintam orgulhosos de pegar um Boletim Informativo bem feito e mostrar para os seus familiares, para os seus amigos, para os seus colegas de trabalho; uma coisa que realmente, além do alto e elevado conteúdo espiritual, também tenha a sua beleza material. É muito importante que o Belo acompanhe tudo.

Também peço desculpas pela música de hoje. Eu tinha pedido para providenciarem um fundo musical, mas acho que alguma coisa não deu certo. Então, precisamos de alguém que toque música. Porque o Belo através da audição também é importante, não é? Alguém sabe tocar piano? Professor Okai, o senhor não sabia tocar? (Só toco o corpo.) (Risos)

– Ah, só toca o corpo. Só toca Shiatsu. (Risos)

– Lá na sua casa tinha um piano. O senhor tocava… O senhor está escondendo os seus dotes musicais!!! (Risos)

Por favor, vamos procurar vocações musicais para fazer um belo coro, com bela música, para que o nosso espírito se eleve através da melodia de alto nível. Os cantores já são de primeira categoria, maravilhosos! (Risos) Precisamos de músicos. Falem com os seus amigos e parentes. Quem sabe até é uma forma de trazer alguém para a Igreja, convidando-o para vir tocar no nosso Culto. A pessoa vindo tocar para Meishu-Sama, quem sabe, não recebe a graça, não recebe o milagre. É uma boa oportunidade.

– O senhor Hernâni não conhece ninguém?

(Conheço.)

Conhece? (Sim) Então vamos convidar!

Hoje vamos ter muitas atividades maravilhosas! E gostaria de explicar o que é que será realizado e com que espírito será feito. Logo, após o final do Culto, peço encarecidamente a todos os senhores que subam para a futura Nave. Lá as cadeiras já estão arrumadas para começar a praticar Johrei. Mesmo para já começar a colocar o espírito na futura Nave. Enquanto os senhores estarão lá em cima a praticar Johrei, aqui em baixo vão ser arrumadas as mesas onde será servido o almoço, porque “saco vazio não para em pé”, não é? (Risos) Um almoço que foi feito com muito amor e carinho por parte dos dedicantes. Quando for uma e quinze, todos estão convidados a descerem para serem servidos. Após o almoço, fiquem sentados nos seus lugares porque passarão dedicantes a recolher os pratos, etc. Logo em seguida, no mesmo lugar, onde os senhores já estarão sentados, serão feitas Flores de Luz. Já foram preparadas as bandejas, com as flores e o material já todo cortadinho. Cada um fará três Flores de Luz.

Alguém poderá dizer: “Ah! Mas isso eu já faço na minha unidade, porque é que eu venho na Sede Central fazer Flor de Luz?”

Ambas são Fores de Luz, mas como ouvimos hoje no Ensinamento de Nidai-Sama, cada lugar tem um nível espiritual diferente e a Luz de Deus, em cada lugar, manifesta-se com intensidade diferente. A Luz que se manifesta no Solo Sagrado é a mais forte, depois a da Sede Central, depois a do Johrei Center, depois a do Núcleo de Johrei e depois a das nossas casas. Assim, a Flor de Luz que faremos hoje na Sede Central, é uma Flor de Luz que tem muito mais Luz do que a Flor de Luz do Johrei Center. Vamos levar três flores: uma para a nossa casa, para a nossa família e duas para serem distribuídas. Pode ser no ambiente de trabalho, pode ser para um amigo, pode ser para um vizinho, pode ser para alguém que esteja a purificar… e se possível, já sabendo para quem vai dar, enquanto faz já mentaliza a pessoa, que vai receber essa Luz da Sede Central. Durante a confeção das Flores de Luz, por favor, é importante manter um sentimento de oração, evitar falar de outras coisas. Durante o almoço sim, podemos rir, brincar, num ambiente muito alegre. Na confeção da Flor de Luz devemos estar em sintonia com Deus e Meishu-Sama. Colocar a Luz da Sede Central naquela Flor de Luz, para que nela fique impregnada, e depois ser transportada connosco, para ser oferecida.

Às duas horas, vai começar a confeção da Flor de Luz, ou seja, têm quarenta e cinco minutos para almoçar, que é um tempo bastante razoável. Por meia hora, vamos confecionar essas três Flores de Luz. Coisa que não é difícil, não é? Se alguém não conseguir vamos ajudar.

Às duas e meia, teremos uma vivência de Horta Caseira, que também já estarão preparadas bandejas com a terra, com o vasinho. Onde vamos receber a orientação de como preparar, qual espírito colocar.

No final da vivência da Horta Caseira vamos fazer a dedicação de limpeza. Mas qual dedicação de limpeza? Não faxina, mas Mitamamigaki, a limpeza da nossa alma. Consequente, haverá também a limpeza material porque serão distribuídas vassouras, etc. Mesmo quem não tem condições, porque não está bem fisicamente, não se esforce; coloque uma cadeira perto de uma janela e com um paninho limpe com amor. É importante que todos participem dessa dedicação de limpeza espiritual. Porque limpando recebemos Luz e força, como bem ouvimos durante esta maravilhosa experiência que foi lida hoje. É importante que esses Cultos da Sede Central não sejam como antigamente: o lugar em que chegamos a correr, rezamos e vamos embora com pressa. Temos que chegar, rezar, comer e saborear a Luz da Sede Central. É como “ficar de molho” nas três colunas: Johrei, Belo e Agricultura. E, ao ir embora, levar essa Luz para as nossas casas e para a sociedade. Deste modo, é uma coisa muito mais completa, muito mais profunda, muito mais rica, não acham? (Sim!) Depois, às quatro horas, conforme o prometido, vamos fazer a Oração de Encerramento, receber Johrei Coletivo e os senhores partirão levando toda essa Luz da Sede Central para, durante o mês, ter a força para desenvolver as suas atividades de salvação. Está bem essa programação? (Sim! Palmas)

Os senhores têm praticado a orientação do “OBRIGADO”?

Têm? Quem está a praticar? (Mãos no ar); Oh, que maravilha! Parabéns! Fico muito feliz…

Estão a ter resultados? (Sim) Muda, não muda? (Sim!) Quero contar uma experiência muito interessante que aconteceu em Itália.

Um casal jovem, membros já há muito tempo, desde que se tornaram membros, regularmente, colocavam Flores de Luz nos aposentos da casa, como Meishu-Sama orienta, uma em cada aposento: na sala, na cozinha, no quarto, inclusive na casa de banho e, desde sempre, repararam que as primeiras a morrer eram as da casa de banho e aquilo chamava-lhes à atenção.

E o que aconteceu? O marido, todos os dias de manhã, quando chegava à casa de banho, começava a dizer: Obrigado, obrigado, obrigado… Grazie, grazie, grazie… a tomar banho, a fazer a barba…. A mulher na cama, ouvia e parecia-lhe um mantra. Durante este tempo em que ele está a fazer isso, as flores da casa de banho, que eram as primeiras a morrer, começaram a durar o dobro das outras, estão a durar em média 2 semanas. No fim da semana, quando ela vai trocar as flores, as da casa de banho estão tão bonitas que ela não tem coragem de as deitar fora e elas aguentam mais uma semana, belas e vivas ainda! Não é maravilhoso? (Sim) É uma demonstração científica!!! O que mudou? As flores são as mesmas, compradas nos mesmos sítios etc. O que mudou? A vibração da casa de banho, com as palavras dele. Ela não estava a fazer essa prática, só o marido, mas quando viu que funcionava mesmo, começou também a fazer e está a sentir-se muito bem com isso. Inclusivamente ele, também faz dentro do carro durante a viagem de meia hora para o trabalho. Ele estava com dificuldades de relacionamento no trabalho e está também a mudar o ambiente no trabalho e os relacionamentos estão melhores. Antes, quando ia para o trabalho já ia a pensar nos problemas que iria ter nesse dia e agora, depois da prática do OBRIGADO, chega lá em paz e tranquilo. Cinquenta por cento já melhorou dentro dele e os outros vendo que ele está melhor, reagem também melhor.

Esta é uma prática maravilhosa que eu pediria a quem está a fazer, que não pare e quem não está a fazer, comece agora, por favor! Por vezes a pessoa para e aí retrocede tudo. Quem não está a fazer e vai começar? Pode levantar a mão? Muito bem! Depois relatem-nos. As experiências não podem ficar só para nós, são presentes que o Mundo Espiritual, Deus, Meishu-Sama e os nossos Antepassados, dão a todos. Já pensaram que se a D. Nicete há 1 mês, tivesse voltado para Lisboa e não tivesse contado a ninguém, nós hoje não teríamos tido esta experiência maravilhosa. Coisa que, particularmente, acho difícil que ela não contasse a ninguém… (Risos)

Esta graça que ela recebeu, foi um modelo: Uma inflamação do ombro, uma tendinite, bursite, artrose, seja o que for, ela não sabe o que foi, porque não chegou a ir ao médico. Mas ela já estava mal há 3 meses, já estava complicado, com 20 minutos a torcer a esfregona com as mãos, passou e até agora não voltou. Podia ter passado na hora e no dia seguinte ter voltado, mas já passou 1 mês. Isso foi um grande milagre!

Quem trabalha ou trabalhou com saúde, sabe que uma infeção com 3 meses não passa em 20 minutos seja com que tratamento for. Pode melhorar momentaneamente, quando se toma um analgésico, mas volta. No caso dela não voltou mais, porquê? Porque a Luz que ela recebeu durante a sua dedicação, o amor com que ela quis dedicar colocando a sua dor em segundo plano e o desejo de dedicar na Sede Central foi maior do que a preocupação com o braço. Ela podia ter dito: Desculpa, não posso ajudar por causa da dor no ombro, posso piorar! Podia ter dito e, se tivesse dito, ninguém iria estranhar, mas ela pôs um amor tão grande nesta dedicação, que ela deixou a dor e a preocupação consigo mesma em segundo plano e deixou o servir a Deus e Meishu-Sama em primeiro lugar. Isso é que propiciou a graça! Meishu-Sama olhando essa postura de amor, concedeu a cura, porque viu sinceridade no gesto e não racionalidade. Parabéns e obrigado! (Palmas)

Portanto, não guardem as experiências para vocês mesmos! Às vezes podem achar que é bobagem, mas nenhuma experiência é bobagem, toda a experiência é riquíssima e vai servir a alguém! Hoje, voltando nos autocarros para as vossas unidades, relatem já aos ministros as vossas experiências, para eles desenvolverem com calma a experiência, para depois ser partilhada com todos. Isso é uma riqueza e uma experiência de fé vale mais que mil palestras! Porque é a confirmação, é a prática, é o resultado concreto. De nada valeria uma orientação, se não tivesse a confirmação da experiência, porque esta é a demonstração da manifestação de Deus!

Curas deste tipo ou mudanças radicais, não acontecem pela força humana, nem pelo desejo do Homem, acontecem pela interseção da Vontade da Luz de Deus. Este mês, Nidai-Sama está a orientar-nos que a Força do Supremo Deus se manifesta com intensidade diferente, conforme cada lugar; apesar de Deus estar presente em todo o Universo, Ele é ordem e estabeleceu níveis de atuação da Sua Luz.

Na nossa Igreja, os lugares de maior Luz são os Solos Sagrados. Há 3 no Japão, 1 no Brasil, 1 na Tailândia e está agora a construir-se um em África, em Angola. São lugares escolhidos por Deus para Ele se manifestar sobre a Terra. Depois, em cada país Ele escolhe uma Sede Central.

Deus, em Portugal, escolheu esta Sede Central e por isso Ele adquiriu esta casa, que já foi por Ele selecionada desde os primórdios da criação do mundo, quando se estavam a separar os continentes, a formar as montanhas, os rios, já há milhares e milhares de anos atrás. Ele pôs o dedo sobre este terreno e disse: “Aqui vai ser a Sede Central de Portugal”. Por isso tem essa Força Divina. Ser aqui a Sede Central, não foi por acaso, nem foi vontade do Homem, foi vontade de Deus e Meishu Sama e por isso tem essa Luz maior que deve ser aproveitada da melhor forma possível, porque o resultado é superior. Talvez alguém diga: “Mas se eu já rezo em minha casa, tenho o Altar do Lar, a Foto consagrada de Meishu-Sama, porque é que tenho de ir no Núcleo de Johrei?” Outros dizem: “Mas eu já vou uma vez por semana ao Núcleo de Johrei, porque tenho de ir ao Johrei Center”? Outros ainda dizem: “Já vou ao Johrei Center, já dedico, porque é que eu tenho de ir à Sede Central?”, “Assistir ao Culto no Johrei Center ou na Sede Central é a mesma coisa…”

Sei que aqui ninguém pensa assim, mas tem gente que pensa… (Risos). Têm níveis e é muito diferente!

Há um exemplo muito claro, para entender bem isto. Os senhores já beberam água na fonte, numa montanha, que brota naturalmente? Como é ela? Fresquinha, pura, saborosa, límpida, porque é da fonte; depois, dali ela é canalizada, etc… até que chega às nossas casas, às nossas torneiras… É a mesma água, mas é igual à água que saiu da fonte? (Não!) Não tem a mesma pureza, não tem a mesma cristalinidade, não tem a mesma energia, pois ela foi perdendo, ao longo do percurso, a sua força vital!

É a mesma coisa, se você vai receber Luz no Solo Sagrado, é a fonte máxima de Deus! Depois de lá, cada país tem uma Sede Central, depois de lá só tem aqui em Portugal, não tem outro lugar; depois daqui, vão para os Johrei Center, depois para os vossos Núcleos de Johrei e, finalmente, para as vossas casas. Cada lugar tem um nível diferente e consequentemente uma força maior.

Ontem realizámos aqui um Dai Johrei Kai, como sempre desde a Sede Provisória de Lisboa, depois na Sede Provisória no Porto, sempre no sábado anterior ao Culto Mensal da Sede Central, se faz um Dai Johrei Kai para que o maior número de pessoas tenha a oportunidade de usufruir dessa Luz maior. Reforço o convite, principalmente, aos membros de Coimbra e vizinhança, porque estão mais perto, para que não percam essa maravilhosa oportunidade de participar. Para quem é de longe, também pode vir um dia antes, arranja-se alojamento, e vêm um dia antes para participar.

É uma oportunidade única de, durante 2 horas por mês, poderem receber Johrei ininterruptamente na frente do Altar mais potente do país, com a presença do Presidente, toda a Diretoria e todos os ministros, que estão ali para lhes transmitir o Johrei mais forte que existe no país; perder essa oportunidade é a mesma coisa que perder a oportunidade de matar a sede na fonte mais pura do país; depois não adianta reclamar que têm sede. A fonte está aqui, basta vir beber. Não adianta saber que a fonte existe, têm de ir lá beber. Aproveitem ao máximo essa maravilhosa oportunidade, que é única no mês! Essas duas horas só há nesse dia; não adianta ficar a reclamar que não recebem Johrei o quanto precisariam, se depois, quando há Dai Johrei Kai, não vêm e perdem uma grande chance!

Hoje, também pratiquem Johrei aqui; o Johrei que vão transmitir e receber aqui, é único no mês; depois deste, só no Johrei Center e depois nos Núcleos de Johrei. Então, têm de aproveitar ao máximo cada minuto. Vamos receber Luz, na forma do Johrei, Belo, Agricultura Natural e dedicação do servir.

Aproveitem ao máximo, para que no mês que vem, seguindo o exemplo da nossa querida Nicete, possamos trazer muitas experiências de fé, que irão confirmar a atuação de Deus.

Para concluir, gostaria de ler este trecho final que resume bem o que Nidai-Sama está orientando:

“Participando desses Cultos, a pessoa poderá banhar-se nessa Luz, eliminar as máculas do corpo espiritual e, ainda, ter a sua aura ampliada por Deus, o que é realmente muito importante.

Deus fica imensamente feliz com o sentimento sincero do Homem e com as oferendas feitas com gratidão. O Seu sentimento de alegria reflete-se imediatamente sobre os participantes, transmitindo-se tal e qual a corrente elétrica. Assim, todos poderão receber as Suas bênçãos, espirituais e materiais.”

Desejo a todos uma boa atividade, vamos estar juntos, vou participar com todos os ministros e os senhores em todas as atividades.

Um bom dia e um bom mês a todos!

Muito obrigado!

Comentários não disponíveis.