Culto do Paraíso Terrestre – Junho 2017

PALESTRA DO PRESIDENTE DA IGREJA MESSIÂNICA MUNDIAL DE PORTUGAL

REV. CARLOS EDUARDO LUCIOW – JUNHO 2017

Bom dia a todos!

Os senhores estão a passar bem?
(Graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama!)

Graças a Deus e ao Messias Meishu-Sama!

Quero iniciar as minhas palavras, agradecendo a todos os senhores, pela vossa sincera dedicação, que nos permite expandir cada vez mais a Obra de Salvação de Deus e Meishu-Sama aqui em Portugal! Muito obrigado! (Palmas)

Gostaria de parabenizar a todos por este maravilhoso Culto do Paraíso Terrestre! Parabéns!

Em seguida, peço a permissão dos senhores, para ler algumas mensagens que recebemos do Solo Sagrado de Atami.

O Reverendo leu, na integra:
1 – Mensagem de Kyoshu-Sama para os messiânicos do mundo inteiro;
2 – Considerações sobre o envio da mensagem de Kyoshu-Sama para os messiânicos do mundo inteiro, feitas pelo Diretor do Departamento Internacional, Reverendo Keizo Miura;
3 – Mensagem do Diretor do Departamento Internacional, Reverendo Keizo Miura, para os ministros e membros de Portugal.

Gostaria de saber, quem está a vir hoje pela primeira vez, poderia levantar a mão? Sejam muito bem-vindos! (Palmas). É uma honra muito grande, estar a recebê-los neste dia de Culto do Paraíso Terrestre na casa de Deus e Meishu-Sama! Oro, para que o amor de Meishu-Sama, possa chegar ao coração dos senhores e que possam participar dessa grandiosa Obra de construção do Paraíso Terrestre. Sejam sempre bem-vindos e que hoje seja a primeira de muitas outras visitas! (Palmas)

Estamos a receber membros das seguintes Unidades Religiosas: Margem Sul, Lisboa, Amadora e Sintra, Oeiras-Cascais, Ribatejo, Coimbra, Aveiro, Vila Real, Braga e, logicamente, Porto e Gaia. Sei que viajaram muitas horas para chegar aqui e tenho a certeza que vão receber muita Luz, proporcionalmente ao esforço que fizeram. Sejam todos muito bem-vindos! (Palmas)

Estamos também a receber membros do exterior: Brasil, Angola e Moçambique. De Angola temos uma visita muito especial; a nossa querida irmã, Min. Ernestina Olinda dos Prazeres Coimbra, carinhosamente chamada por Min. Tininha, que é Vice-Presidente da IMM de Angola e está hoje aqui a prestigiar o nosso Culto! (Palmas) Receba todo o nosso carinho e leve esse abraço aos nossos irmãos africanos e ao meu irmão, o Reverendo Cláudio! Muito obrigado! (Palmas)

Por falar em África, no final deste mês, pela primeira vez, vamos realizar uma caravana ao futuro Solo Sagrado de Cacuaco. Terá uma participação de 23 membros de Portugal, Espanha, Itália, Reino Unido e Suíça. Faremos essa viagem de peregrinação, para “recarregar as baterias”, contagiados pela Fé fervorosa dos nossos irmãos africanos! Iremos participar do Culto Mensal de Julho da Sede Central de África e tenho a certeza que todos retornarão com muita Luz, força e entusiasmo para o cumprimento de suas missões! (Palmas)

Tenho uma outra agradável comunicação a fazer. No final do mês passado, no Solo Sagrado de Atami, o nosso querido Seminarista Ricardo Azevedo, prestou prova para Ministro Assistente e foi aprovado! (Palmas) No final deste mês, ele retorná a Portugal, já como Ministro Assistente, para assumir a nova missão como responsável das regiões do Alentejo e Algarve. Por isso, peço aos senhores que o recebam calorosamente, como ele merece, e que rezem por ele, por favor! (Palmas) No Algarve tem muitas praias bonitas, cheias de lindas garotas, que serão um grande “aprimoramento” para ele!!! (Risos)

Este mês, o nosso Boletim Informativo, que é um importante meio de difusão e transmissão dos Ensinamentos e das experiências de Fé, que os senhores adoram, está completando a sua quinquagésima edição! (Palmas)

Gostaria de apresentar os principais elementos que, liderados pelo Min. Fernando e pelo Min. Octávio, mensalmente se dedicam a essa importante dedicação, com muito empenho e sacrifício. Muitas vezes têm de ficar até madrugada transcrevendo a palestra, para chegar a tempo de corrigir, depois as fotografias, encaixar tudo, enfim… Não imaginam que, até chegar na mão dos senhores, quanto esforço, dedicação e sacrifício tem da parte desses dedicantes.

Pediria que eles levantassem, para receber o nosso caloroso aplauso! (Palmas) Esse aplauso é extensivo a todos os outros dedicantes, que hoje não puderam estar presentes mas, estão todos no nosso coração. Muito obrigado! Pode parecer fácil mas, fazer uma dedicação dessa, por cinquenta vezes, é muito difícil, pois muitas vezes começa-se, depois acaba-se e não há continuidade. Muito obrigado de coração, muitos parabéns e que venham mais mil edições! (Risos) (Palmas)

Desde o dia 24 de Maio, por duas semanas, visitei todas as Unidades Religiosas do norte de Portugal. Comecei pelo Porto, onde participei do Culto Mensal pela Elevação e Salvação dos Antepassados, assim como de reunião com missionários, fiz oração em Cemitérios e Igrejas.

Dando também continuidade à orientação de: “Encontrar, escutar e ministrar Johrei”, pude individualmente atender trinta e cinco membros e um frequentador; principalmente pioneiros e pessoas em purificação.

Nos Núcleos de Gaia, Senhora da Hora, Praça da República, Perafita, Braga, Amarante, Lixa, Vila Real e Arouca, fizemos oração nas Igrejas, nos Padroeiros e também realizou-se Dai Johrei Kai. Encontrei com sessenta e um membros, trinta e oito frequentadores e dezassete pessoas de primeira vez. Foram cento e dezasseis pessoas nos Núcleos, mais aquelas trinta e seis individualmente; por um total de cento e cinquenta duas pessoas. (Palmas)

Durante esses quinze dias, vivi muitas experiências maravilhosas, que infelizmente o pouco tempo não me permite relatá-las, mas, foram momentos muito intensos de prática da Fé, que esquentaram os nossos corações. Nessas visitas, pude constatar, pela enésima vez, que o Núcleo de Johrei nas casas dos membros, é a Luz da Salvação para a sociedade. Porque nas casas, é mais fácil chamar vizinhos, parentes e amigos que estão ali perto, para depois que ganhem força, venham até ao Johrei Center.

Muito obrigado a todos os missionários que estão se empenhando, se dedicando de coração nessa importante missão através dos Núcleos de Johrei! Muito obrigado também pelo carinho e pelo amor com que fui recebido. Peço desculpas, se não comi todos os bolos que fizeram! (Risos) É que estou tentando melhorar mas, não é fácil… (Risos) Acaba a reunião e tem uma mesa enorme cheia de bolos gostosos e cada pessoa quer que eu experimente uma fatia do seu bolo… (Risos) Depois, dizem que preciso emagrecer… Como?! Me expliquem como!? Só se for mágico! (Risos) Muito obrigado pelo carinho, pelo amor, fiquei muito feliz e ganhei muita força e determinação que estamos no caminho certo! (Palmas)

Hoje é dia de Portugal, dia de Camões, das Comunidades Portuguesas e estamos também a comemorar o dia do Paraíso Terrestre, neste importantíssimo dia para Portugal.

Vamos rezar muito pelo nosso país, pelos nossos dirigentes, para que eles também sejam iluminados, fazendo boas políticas e tomando boas decisões económicas para Portugal; os nossos dirigentes podem ser criticados, mas devem sobretudo receber a oração, a força espiritual para trilharem o caminho certo; não adianta só mandar energia negativa de reclamação e de crítica, é preciso enviar Luz, força, oração e dedicar por eles, para que sendo iluminados por Deus e Meishu-Sama, possam nos representar tomando as decisões mais certas para o nosso país. Muito obrigado! (Palmas)

Gostaria de lembrar que no dia 15, próxima 5ªfeira (feriado nacional), realizar-se-á nos Johrei Centers, o Culto pelo Paraíso Terrestre, para os membros que não puderam vir até à Sede. Cada Johrei Center e Núcleo de Johrei, terá um horário diferente, portanto, informem-se com os vossos responsáveis, para, mesmo os senhores que já vieram à Sede, novamente rezarem em união, para esse objectivo do Paraíso Terrestre.

Muito obrigado pela maravilhosa experiência de Fé, da Valéria Machado Brandão, que veio confirmar a orientação de Kyoshu-Sama do dia 4 de fevereiro de 2007, no Culto do início da Primavera. Naquela ocasião, ele orientou-nos assim:

“A propósito, como o paraíso existe no mundo do nosso sentimento e do nosso sonen, primeiro nós precisamos pensar nele.
É melhor evitar a confusão do nosso pensamento, que quer saber se o paraíso existe ou não dentro de nós.”

Os senhores não têm essa dúvida às vezes? (Sim)

Kyoshu-Sama continua:

“Podemos afirmar que o paraíso existe para as pessoas que acreditam nele e não existe para quem não acredita.
O paraíso não existe para as pessoas que agem tão somente segundo a sua inteligência e capacidades e não procuram refletir sobre o paraíso dentro de nós.
Precisamos voltar os nossos corações para o paraíso, acreditando que ele existe e orar, confiando: “Por favor, perdoe os meus defeitos, me permita crescer e ser utilizado na construção do paraíso”.”

A Valéria, fazia uma vida normal e num determinado momento, para sua surpresa, coloca a mão no pescoço e acha um nódulo… Desloca-se ao Hospital e recebe o preocupante diagnóstico de tumor maligno! Creio que esse tipo de diagnóstico, faz “gelar o sangue” a qualquer um! Quer seja nosso ou de um familiar; quando recebemos uma notícia assim, infelizmente, começamos logo a pensar coisas negativas…

No caso dela, além da doença física, tinha a profissão de cantora que estava sendo afetada, porque estava perdendo certos timbres da voz. O sofrimento era o dobro, eu diria o triplo, porque estava também sozinha, sem família, num país estrangeiro. Imagino, que é como se ela tivesse sido puxada para dentro de um redemoinho e que não sabia o que fazer; mas no meio daquele sofrimento o seu espírito foi iluminado por Deus e Meishu-Sama e ela descobriu que neste mundo, não era só ela que estava a sofrer.

Dentro do hospital e na própria enfermaria onde ela estava, tinha outras pessoas doentes. Descobriu que, quem trabalhava lá, as enfermeiras por exemplo, também tinham problemas. Infelizmente, muitas vezes, quando as pessoas começam a sofrer de situações graves, acham que só elas é que sofrem e acabam por esquecer, que tem outros que também sofrem e começam desesperadamente a procurar, a qualquer custo, uma solução para o seu problema e isso as torna “cegas” e “surdas” para os problemas dos outros.

A Valéria conseguiu tirar esse “véu” do desespero, de pensar só no seu problema e começou a levantar a mão, sem vergonha, sem medo, para outros doentes e enfermeiros e esse, acredito, foi o momento mágico em que ela, apesar de estar sofrendo, encontrou o Paraíso dentro do seu coração.

Quando nós começamos a sair do inferno de pensar só nos nossos problemas e vamos buscar ajudar outras pessoas, que também estão a sofrer, essa é que é verdadeira “Transição da Era da Noite para a Era do Dia”. A Noite é o egocentrismo de pensar só em si; o Dia é a Luz que nasce de, em nome de Deus e Meishu-Sama, querer salvar os outros; e a partir daí, teve o desfecho maravilhoso que os senhores ouviram.

Hoje, não tem mais o tumor, tem a sua vida, a sua voz de volta, a sua profissão, a sua arte, uma nova amiga… Graças a Deus e Meishu-Sama, hoje tem uma vida nova! (Palmas)

Conforme Kyoshu-Sama nos orientou, temos que abandonar o nosso “velho eu” para buscar o nosso “novo eu”. Isso é como renascer sem ter que morrer. Ela nasceu de novo, sem precisar ir ao Mundo Espiritual e voltar.

Esse é o maior milagre que existe! Particularmente, não acho que o maior milagre tenha sido a cura do tumor, isso foi um grande benefício material, sem dúvida, mas, o maior milagre que aconteceu, segundo o meu modesto ponto de vista, foi que ela, no meio do seu maior desespero, dor e sofrimento, conseguiu deixar o seu problema de lado e se dedicar aos outros! Isso sim, foi milagre, porque isso é uma coisa sobre humana. O normal do ser humano é querer, quando está a sofrer, que todos venham em socorro do seu problema e se dediquem a ele e o seu sofrimento passa a ser o centro do mundo.

No meio de uma situação de desespero como esta, que a maioria de nós nem passamos e não podemos nem imaginar, talvez quem passou saiba melhor; é um grande modelo que, no Culto de hoje, Deus e Meishu-Sama estão a dar-nos de presente.

Meishu-Sama nos ensina, que Deus atua através de formas, modelos (Kata). Por isso, Deus deu-lhe essa graça e permitiu que tivesse esse comportamento, no meio daquele sofrimento, para servir de modelo para nós.

Outra pessoa pode ter outro sofrimento; se está em processo de separação do marido, da mulher, problema de desemprego, doença de um familiar, conflito, problema financeiro, etc.

Ela teve no próprio corpo, mas tem gente que tem no corpo de um familiar… E, muitas vezes, é até pior porque no próprio corpo, você sabe o que se está a passar. Numa pessoa amada, você fica imaginando e se sente impotente, por achar que não pode fazer nada… Mas pode levantar a mão, como ela fez, e em nome de Deus e Meishu-Sama transmitir a Luz da salvação.

Como nos ensina Kyoshu-Sama, vamos renascer como verdadeiros filhos de Deus e em nome Messias, que é uno a Meishu-Sama, desapegar do nosso “velho eu” e lembrar do nosso “novo eu” que existe dentro de nós!

Muito obrigada e um bom mês para todos! (Palmas)

Comentários não disponíveis.