1ª Experiência de Fé – Sede Central – Setembro 2015

Experiência de Fé – Joaquim António Marques Patacas

“A Dedicação de Limpeza Espiritual tem o puder de transformar o ambiente espiritual do local assim como das pessoas também.”

Chamo-me Joaquim António Marques Patacas, sou membro há 21 anos e dedico no Núcleo de Johrei de Amadora e Sintra.

No ano passado (2014) divorciei-me da minha mulher e fui morar para casa dos meus pais na Venda Nova, Amadora. A casa é pequena, mas como os meus pais estão a viver a maior parte do ano em Castelo Branco, dá para viver na casa perfeitamente.

Como se trata de um prédio antigo, sem elevador, ele não tem condomínio. Devido a isso, o que acontece é que o prédio, principalmente a entrada deste e as escadas, encontravam-se sempre sujas. Há também vários vasos com plantas potencialmente bonitas, mas estavam todas secas, cheias de pó, maltratadas, sem vida, pois não eram regadas, nem cuidadas por ninguém.

Também os meus vizinhos não são nada simpáticos, principalmente os meus vizinhos do lado. Quando me cruzo com eles, por exemplo, e digo: “bom dia, boa tarde, etc.” nem sequer respondiam ou às vezes faziam-no num tom antipático. Houve até um dia, em que me esqueci em casa da chave da entrada do prédio e pedi a essa minha vizinha que fizesse o favor de me abrir a porta. Ela abriu-me a porta sim senhor, mas de seguida disse num tom ríspido: “Veja se para a próxima vez não se esquece da chave!”

Eu ficava sem entender este tipo de reação por parte deles, pois passei a viver ali há pouco tempo e não tinha havido qualquer situação entre nós. Eu ficava de certo modo triste com o que se passava.

Entretanto, alguns meses depois, lembrei-me das Dedicações de Limpeza na Igreja e inclusive da orientação do Reverendo Resende sobre a importância da Dedicação de Limpeza Espiritual em casa, no trabalho, na sociedade, etc, para a construção do Paraíso Terrestre à nossa volta.

Com esse espirito de dedicação, com o sentimento de fazer as pessoas felizes do prédio e de quem o visita, decidi começar a limpar com regularidade a entrada e as escadas. Passei também a tratar dos vasos, a limpar a terra, limpei as folhas ainda boas de todo o pó que tinham, tirei as folhas secas e passei a regar convenientemente.

E realmente não demorou muito tempo para que a entrada do prédio mudasse completamente. Agora, as escadas e entrada estão sempre limpas, as plantas rejuvenesceram, estão todas verdes e grandes. Até dá gosto entrar no prédio. Apesar de ser antigo e de precisar de algumas obras, a entrada passou a ter vida.

Mas o mais curioso aconteceu: a minha vizinha passou também a limpar a entrada e não é que eles ficaram simpáticos!!! Agora, quando nos cruzamos, são os primeiros a dizer: “Bom dia, boa tarde” e num tom simpático. Ainda há pouco tempo decidi substituir uma lâmpada que estava fundida na escada e como eu já tinha visto o meu vizinho com uma escada alta, fui bater à sua porta. Veio a minha vizinha que simpaticamente se aprontou em pegar na escada do marido e ofereceu-se para me ajudar. A nossa relação mudou completamente! Realmente, a transformação que está a ocorrer na entrada do prédio é muito grande e interessante.

Agradeci através de um donativo de gratidão a oportunidade de vivenciar tudo isto.

Concluí, através desta experiência, que a Dedicação de Limpeza Espiritual não é apenas uma forma de tornar o local mais limpo e agradável. Ela tem o poder de transformar o ambiente espiritual do local, assim como das pessoas também.

O meu objetivo seguinte é ministrar Johrei nos meus vizinhos e mostrar-lhes o caminho da salvação. Pois se não fossem os Ensinamentos de Meishu-Sama, eu não teria certamente feito esta dedicação. Continuaria a julgar os meus vizinhos por serem antipáticos e nunca iria cuidar da entrada do prédio, porque não é da minha responsabilidade.

Quero agradecer a Deus e a Meishu-Sama, aos meus pais por me permitirem viver em sua casa e aos vizinhos, pois foi através deles que pude viver esta experiência. Muito obrigado.